Arquivo da tag: Atletas

Problemas De Arbitragem no CrossFit: De Quem É a Culpa? pt2.

Semana passada abordamos as responsabilidades da organização dos campeonatos e juízes na qualidade da arbitragem dos campeonatos. Obviamente esses são os principais atores responsáveis para que não hajam erros em competições, mas será que os atletas e técnicos não tem nenhuma responsabilidade sobre os muitos erros que vem ocorrendo?

Assine nossa newsletter para receber o vídeo 8 exercícios para melhorar o snatch  

 Treinando para Competir

Treinar para ganhar condicionamento físico é relativamente diferente de treinar para competições. Quando se treina para melhorar a saúde ou a qualidade de vida é possível respeitar algumas limitações de mobilidade e carga que, caso o atleta deseje competir, ele tem que superar.

Ai vem a primeira questão que é importante para que atletas respondam junto com seus coaches antes de se arriscarem em seu primeiro evento competitivo. Vale a pena se expor as demandas dos exercícios proposto por um campeonato? Se sim qual o plano de ação para que não haja problemas na execução das repetições no dia do evento.

Outro ponto importante para atletas e coaches é começar a criar simulações físicas e psicológicas das competições dentro do ambiente controlado do box. Fazer 1 WOD por dia é completamente diferente de realizar 5 metcons no mesmo fins de semana.

Além de ser capaz de aguentar um volume extra com qualidade, é necessário treinar para realizar o mesmo movimento com diversos padrões de movimentos exigidos por diferentes competições, reagir bem a “no-reps” justas e injustas e todo o calor da competição criado pelo público, narradores e outros atletas. Quanto melhor os atletas e treinadores conseguirem simular todos esses aspectos, melhor.

Treino inteligente

Problemas em cumprir pré-requisitos em alguns movimentos são sinais de problemas de desenvolvimento das bases atléticas de um competidor. Uma flexão em que um atleta não consegue manter a linha média provavelmente é sinal que o atleta não desenvolveu suficientemente sua canoinha, um push press onde a barra não acaba alinhada com o corpo do atleta seriam facilmente evitados se o competidor desenvolvesse a percepção do que é uma posição de overhead correta com treinos de handstand livres.

Criar uma movimentação sólida, com trabalho de core e mobilidade deve vir sempre antes da intensidade do condicionamento metabólico, apesar de muitos atletas se entusiasmarem em performar cada vez mais repetições em menos tempo um trabalho mais cuidadoso de maestria e consistência nos movimentos gerará frutos melhores a longo prazo e tornará a vida de juízes e organizadores de eventos mais fácil.

Curta nossa Fan Page no Facebook para continuar acompanhando nossas postagens:

facebook_like_button

Anúncios

Porque Você Não Deve Treinar Como Seus Ídolos

Uma das frases que ficaram famosas no CrossFit é “What’s Rich doing?” (O que o Rich está fazendo?). Ela mostra uma obsessão em saber o que o tetra campeão do CrossFit Games e outros atletas de alta performance estão fazendo para obter seus resultados de alta performance. Mas será que é correto treinar como os melhores do esporte?

A resposta é sim, se você também for um dos melhores do esporte, mas se o objetivo é passar de um entusiasta do esporte para o estagio de competidor amador, ou até um atleta que briga por alguns títulos regionais e nacionais a resposta é um claro não.

A diferença não passa pela maioria das questões apontadas pelos atletas amadores para explicar a diferença entre eles e seus ídolos. Alimentação impecável, dedicação total ao esporte, suplementação caríssima, uso de drogas.

Existem algumas diferenças muito mais simples que fazem esses atletas treinarem de maneira muito diferente do crossfitter padrão.

Tempo de treino e especialização

Uma regra simples do treinamento esportivo é que quanto mais tempo de treino um atleta tem, mais especializado seu treinamento tem que ser para gerar resultados positivos.

Iniciantes tem que construir uma base sólida de força, mobilidade e coordenação que os campeões do esporte geralmente já trouxeram de anos e anos de prática de outras modalidades. Nenhum homem no topo do CrossFit Games está preocupado se ele consegue puxar 200kgs no levantamento terra ou se tem flexibilidade suficiente para fazer um pistol. Eles podem se dedicar quase que exclusivamente a melhorar sua capacidade de trabalho que é o fator fundamental para ser vitorioso nos torneios.

Atletas que estão começando no esporte necessitam de uma maior atenção ao condicionamento físico geral além do polimento das técnicas e estratégias daquele esporte, focar apenas na performance final durante os primeiros anos da vida esportiva, pode levar a alguns resultados rápidos, mas não é o ideal para se atingir o pico de performance a longo prazo, muito menos para se manter a saúde durante o período competitivo e na aposentadoria.

Capacidade de trabalho e tempo

Existe outro fator fundamental em qualquer tipo de treinamento esportivo que é o passar do tempo. Um atleta que treine duas horas por dia não vai ser necessariamente duas vezes melhor do que aquele que pratica seu esporte diariamente por uma hora. Em alguns casos como a construção de força e resistência ligamentar, o excesso de treino é até prejudicial ao corpo, cada processo corporal leva seu tempo e na maioria das vezes não é possível apressá-lo.

Um desses processos que diferencia radicalmente um atleta de ponta de um amador é a capacidade de se recuperar de treinos longos. A maioria dos atletas que está no Games vieram de outros esportes que praticavam desde a infância. Eles provavelmente estão desenvolvendo seu condicionamento físico a mais de 15 anos e nenhum deles deve ter começado treinando 3 ou 4 horas por dia desde os 6 anos de idade. Eles foram pouco a pouco aumentando sua dedicação à atividade física até culminar nas longas sessões de treino que vemos hoje.

Esses são alguns dos fatores que diferenciam os atletas de ponta de quem está começando a se dedicar as competições de CrossFit. Se você quer se dedicar mais aos campeonatos da modalidade deixe seu e-mail para começar a receber nossa periodização para atletas de CrossFit.

Como o Esporte Pode Melhorar Sua Vida Profissional

Texto originalmente publicado no blog da 4winners

Existe uma vasta literatura cientifica que prova que atividades físicas podem melhorar o desempenho intelectual de uma pessoa através da melhora da irrigação sanguínea do cérebro e criação de uma sensação de alerta. O esporte competitivo, além desses benefícios biológicos trás aprendizados psicológicos que podem ser aplicados para a carreira e o dia a dia.

Assine nossa newsletter para receber o vídeo 8 exercícios para melhorar o snatch
Praticar algum esporte de forma competitiva, seja ele qual for, expõem o atleta a um alto grau de pressão. Saber canalizar essa pressão em prol de resultados positivos, tomando decisões rápidas de maneira segura é o que muitas vezes separa o primeiro do último lugar, principalmente em competições de alto nível. Nelas a diferença entre o primeiro e o quarto lugar não costuma ser maior do que 3%, fazendo com que pequenos detalhes separem a medalha de ouro de uma classificação mediana.

A constante pressão por resultados gera outra adaptação fundamental entre praticantes de esporte, a resiliência. Apesar do talento individual ser fundamental para o sucessos em competições, a maioria dos atletas que se destacam são aqueles que conseguem seguir o planejamento de treino a risca e se manter na ativa através das adversidades físicas e psicológicas.

Por fim, não existem bons atletas solitários, mesmo em esportes individuais como natação e levantamento de peso, campeões são formados em um ambiente de co-competição, onde eles aprendem a colaborar com atletas que potencialmente serão seus adversários para o seu próprio desenvolvimento, postergando a rivalidade para um momento adequado.

Co-competição, resiliência e capacidade de tomar decisões sob pressão são características que não importam apenas dentro da arena dos esportes, mas também no mundo corporativo. Assim o esporte é uma forma excelente de aprimorar e testar essas características em uma situação controlada, permitindo que depois elas sejam aplicadas de forma mais segura dentro do ambiente profissional.

Para praticar essas aptidões não é necessário uma grande capacidade esportiva, mas sim se comprometer com um esporte e traçar metas de curto e longo prazo para que se torne um exercício de aprimoramento constante.

Curta nossa Fan Page no Facebook para continuar acompanhando nossas postagens:
facebook_like_button

5 Maneiras de Aproveitar Melhor a Aula de CrossFit

Poucos atletas treinam CrossFit mais de 4 horas por semana, para aqueles que estão abaixo dessa média, é necessário que esses poucos momentos de treino sejam capazes de reverter os danos causados ao corpo durante a semana toda. Para que essas poucas horas sejam aprovaietadas ao máximo existem algumas dicas importantes:

Assine nossa newsletter para receber o vídeo 8 exercícios para melhorar o snatch
1. Chegue Cedo

Aparecer 10 ou 15 minutos mais cedo no box é importante para não cair desprevenido na aula. Esses momentos antes do exercício são importante para se familiarizar com o conteúdo do treino, conversar com coaches e atletas sobre os pontos de atenção do dia, se preparar psicologicamente, escolher os equipamentos necessários e realizar um pré-aquecimento acompanhado de mobilização.

2. Preste Atenção

Encare o treino como uma aula, aprender padrões de movimento e estratégias de WODs é uma das tarefas mais dificeis para iniciantes, por isso atenção é fundamental em todos os momentos de explicação durante o treino, faça silêncio e não se acanhe em aproximar do coache e se necessário pedir para que ele repita sua fala. Fique atento também as correções e observações dos técnicos durante o treinos, elas são fundamentais para se manter a segurança do ambiente e podem ser muito valiosas para a melhora da performance.

3. Pergunte

Por que? O que? e Como? A resposta para essas três perguntas devem estar claras para um atleta a todo momento durante a prática de CrossFit. Entender o significado de um determidado movimento e a dinâmica geral dele faz com que ele seja melhor assimilado. Além de dar mais motivação para a sua realização Caso, esteja fazendo algo sem ter resposta a resposta clara para esse trio de perguntas, vá atras disso  antes de continuar praticando um exercício que não faça sentido para você.

4. Vá com Calma

Sim, talvez você consiga um Muscle-up  na primeira aula, mas será que vale a pena? As progressões servem para que bons padrões de movimento sejam transferidos de forma eficiênte de exercícios simples para os mais complexos. Gastar mais tempo nos exercícios eductivos e com pouca carga garante um melhor aprendizado motor e consequentemente uma evolução maior a longo prazo.

5. Faça Amigos

As aulas de CrossFit não são em grupo para aumentar o lucro dos boxes, mas porque o fator social é importante no desenvolvimento de qualquer atleta. Companheiros de treino mais antigos te ajudaram com dicas e sua experiência como atletas, além serem boas fontes de informação sobre a modalidade. O mais importante no entando, são os companheiros de treino com o mesmo nível que o seu, esses são responsáveis por te dar um parâmetro de evolução, ter uma competição amigavel com eles fará com que ambos se esforcem mais no treino criando um circulo virtuoso onde mais a evolução de um força a superação do outro.

Curta nossa Fan Page no Facebook para continuar acompanhando nossas postagens:
facebook_like_button