Como Equilibrar Força e Perícia nos Movimentos Ginásticos

Dos pull-ups que são o sonho de 10 entre 10 mulheres que começam no CrossFit até os muscle-ups, essenciais para as competições de alto nível, todos os praticantes de esportes de fitness gastam um bom tempo trabalhando no desenvolvimento de movimentos ginásticos.
Assine nossa newsletter para receber o vídeo 8 exercícios para melhorar o snatch

Existem dois componentes necessários para o desenvolvimento das técnicas utilizando o peso corporal;
Força: a capacidade de manter ou atingir uma posição através da contração muscular.
Perícia: a capacidade de realizar a transição de uma posição para a próxima de maneira eficiente.

É no desequilíbrio desses dois fatores que mora um dos principais erros dos crossfitters ao trabalhar com movimentos ginásticos.

Força a base da pirâmide

O primeiro trabalho a ser iniciado é o de força. Primeiramente porque ele promove a hipertrofia dos músculos e tendões necessários para suportar o atleta em determinadas posições garantindo que essas estruturas não sofram danos quando expostas a movimentos mais explosivos.

Além disso, é importante para o desenvolvimento de movimentos de forma consistente e progressiva, que um atleta consiga manter todas as posições de um movimento antes de tentar realiza-lo de maneira explosiva. Tentar um muscle-up antes de conseguir um ring dip, eventualmente pode levar a um sucesso, mas não é a maneira mais eficiente de se treinar.

Unindo as partes com a perícia

Com as posições garantidas é hora de uni-las através de transições, o que importa aqui é que as posições ainda têm prioridade sobre as transições, não adianta um kipping pull-up super agressivo onde os pés estão separados e os joelhos dobrados.

O erro mais comum no treinamento de perícias ginásticas é se dar mais importância a quantidade de movimentos executados ou a intensidade deles do que a qualidade dos mesmos. Ginastas não desenvolveram um código de pontuação para seu esportes apenas no valor estético dos movimentos, os movimentos são executados da forma que são pois eles são mais eficientes da maneira que foram propostos. Os treinos de movimentos de peso corporal deveriam levar em consideração principalmente a qualidade dos movimentos, assim a capacidade de um atleta realizar mais movimentos vira da sua melhora mecânica e não apenas do aumento da resistência muscular.

Força é importante para que as posições ginásticas básicas sejam mantidas durante os movimentos, e isso não é pouca coisa, porém sem um trabalho de perícia para que se consiga transitar entre essas posições nenhum atleta terá sucesso em seu esporte.

Curta nossa Fan Page no Facebook para continuar acompanhando nossas postagens:

facebook_like_button

Anúncios

Uma opinião sobre “Como Equilibrar Força e Perícia nos Movimentos Ginásticos”

Faça um comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s